segunda-feira, 29 de março de 2010

Deus no outro - variações de um mesmo tema

Não é num lugar que Deus é servido...é no outro.
Deus no outro.

"...quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes." (Cristo)
Centrar-se, descentrar-se  e sobrecentrar-se - Teilhard de Chardin em "Sobre a felicidade" --> http://tinyurl.com/yayanm4
"Aquele que ama a seu irmão está na luz (...) Mas aquele que odeia a seu irmão está em trevas..." (João)
"Pois onde se reunirem dois ou três em meu nome, ali eu estou no meio deles" (Cristo)

As situações que estão carregadas de sacralidade, todas elas, dão conta desse processo que começa comigo, inclui o outro e, por isso, manifesta a presença de Deus.
O socorro ao aflito - ao faminto, ao sedento, ao nú, ao preso, à viúva. (Eu/tu-nEle)
O lava-pés (Eu/tu-nEle)
A mesa da Ceia, a partilha do pão (Eu/tu-nEle)
...e por a vai...

Tem também o novo mandamento que dá conta da mesma dinâmica, mas de forma inversa porque parte do pré-suposto do sagrado, inicia nEle e não em mim "Como eu vos amei (assim) amem-se uns aos outros..." Mas sobre isso eu falo depois.

O fato é que Deus está na relação humana. Com um agravante (para a tristeza de alguns cristãos): Ele está na relação mesmo quando não há consciência sobre Ele ("quando te vimos com fome e te demos de comer, ou com sede e te demos de beber?")

Pense nisso.

hugo
Estação Fortaleza
www.caiofabio.net




1 comentários:

Ivo Fernandes 29 de março de 2010 10:01  

Sem mais nada a acrescentar... digo apenas ajuda-me Senhor na minha fraqueza,

abraços

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP