domingo, 10 de abril de 2011

Triste eu

Hoje no caminho toquei no assunto da felicidade, sobre o que nos é vendido como felicidade, sobre a precariedade das "verdades" nos chegam como absolutas. Toquei no assunto das necessidades desnecessárias e ilustrei com alguns exemplos, dentre eles esse: "Quem nos disse que precisamos de uma casa construída do tijolo e do cimento produzidos pela indústria?"

Ela interrompeu e disse que o seu cérebro pararia de funcionar se morasse numa casa de taipa!

Fiquei triste...ainda estou!


hugo


2 comentários:

Adriana 10 de abril de 2011 16:39  

Fique não!
Na próxima diga que a plasticidade neural nos faz seres adaptaveis. Claro que alguns vão pirar, panicar mas tenho a convicção que muitos podem sobreviver.
Somos maquinas extraordinárias, basta buscarmos o bom uso daquilo que nos foi dado pela evolução desde o Eden.

Paulo Renato 11 de abril de 2011 08:05  

Impressionante é que para alguns, ter que pensar e perceber que isso pode ser verdade, pode significar como disse a mana, "pane no sistema", daí perceber que não precisava dos sistemas do sistema e deletar seus programas de morte em nós e viver em paz, talvez seja uma loucura que deva ser corrigida pelo "reinstalar o sistema". Que Deus nos restaure e salve dos programas baixados viróticamente. Abraço Hugão.

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP