domingo, 4 de julho de 2010

Religião, uma bandeira do inferno

"O homem altivo (...) não concorda com a nulidade de seus expedientes no processo da salvação. Ele vai requerer algum valor para os seus atos, a fim de se valorizar, e, com isto, dar a impressão de que a graça é uma recompensa favorável à sua performance."

Glênio Paranaguá em "Religião, uma bandeira do inferno"


hugo
25/03/08
23:47


1 comentários:

René 5 de julho de 2010 13:03  

Amado Hugo,

"Religião, uma bandeira do inferno" é igual a: a maior arma de Satanás não é o ateísmo, é a religião (frase de Dave Hunt, que considero muito verdadeira).

Abraço e Paz!

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP